Dossiê revela como militares interferiam na vida acadêmica da UFPE

Dezenas de documentos que passaram mais de 30 anos guardados nos arquivos da reitoria demonstram como, em plenos anos 1980, após a anistia e no final da ditadura, os militares interferiam na vida administrativa da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Em 2013, os ofícios e memorandos, todos com o carimbo de “confidencial”, foram enviados ao Ministério da Educação e repassados para a Comissão Nacional da Verdade.
Por meio de sua assessoria, o reitor Anísio Brasileiro, explicou que a documentação foi catalogada e enviada atendendo a um pedido do ministério.

A documentação foi produzida de 1980 a 1983, período em que o reitor era Geraldo Lafayette Bezerra, que é remetente ou destinatário de todos os itens. Era intensa a correspondência oficial entre a universidade, a delegacia regional do MEC e a chefia do Serviço Nacional de Informações (SNI, a agência de espionagem interna da época da ditadura).

Invariavelmente, os militares pediam informações ou orientavam decisões de âmbito interno, muitas de natureza acadêmica. Ora faziam as recomendações diretamente ao reitor, ora usavam o delegado do ministério Francisco de Assis Balthar Peixoto como mensageiro. Este, por sua vez, as transmitia o reitor informando logo no primeiro parágrafo dos ofícios que se tratava de “um pedido de órgão superior”.

Assim, o coronel Clidenor de Moura Lima, diretor do SNI em Pernambuco, e seus agentes davam ordens na UFPE, recomendando cancelamento de bolsas de residência médica, modificando programação de seminários, cancelando eventos, requisitando dados pessoais de estudantes que tinham acabado de passar no vestibular e até garantindo a transferência de um aluno “do seu interesse”.

O reitor, que morreu em pleno exercício do cargo, em abril de 1983, atendia a praticamente todas os pedidos, os encaminhando aos seus subordinados pedindo que repassassem as informações ou tomassem as providências “confidencialmente”.

Artigo completo disponível em: :http://marcozero.org/dossie-revela-como-militares-interfer…/

Você pode gostar...

Deixe uma resposta