Boletim INFO 10 anos de UFABC

Acesse aqui o boletim completo:

Editorial

ADUFABC: 10 ANOS DE LUTA

 Por Salomão Ximenes

Em 2021 a Associação de Docentes da UFABC (ADUFABC) completa seu 10º aniversário, uma feliz coincidência por se tratar de ano de celebração para toda a comunidade da UFABC, que completa 15 anos. Uma associação docente, além de sua função premente na defesa dos direitos da categoria, é instituição fundamental à promoção da liberdade de cátedra, do pluralismo e da crítica, e da autonomia da universidade, elementos que qualificam e dão mais vivacidade ao ambiente universitário. Não sendo formalmente parte da Universidade, é fundamental a ela.

A efeméride dos 10 anos de ADUFABC é uma ocasião para celebrar os ideais e a tenacidade de quem construiu e constrói o nosso sindicato, a quem a Diretoria Executiva atual deixa um especial agradecimento. Para marcar esta data, lançamos nosso logotipo comemorativo e este Boletim Especial, para o qual contamos com a valiosa colaboração de Armando Caputi, Carlos da Silva dos Santos, José Paulo Guedes Pinto e Maria Caramez Carlotto – colegas que compuseram as várias diretorias da ADUFABC desde a sua fundação.

Faremos uma Assembleia Comemorativa de 10 anos (31/07, às 16:00) e o debate “A importância do sindicato docente na Universidade: 10 anos da ADUFABC” durante o III Congresso da UFABC (23/09, às 17:00), um ato de homenagem aos/às professores/as que resistem a cada dia na UFABC e nas outras instituições de ensino deste país.

Nessa trajetória de construção da ADUFABC, a Universidade, o sindicato, os direitos sociais e os serviços públicos nunca estiveram mais ameaçados do que agora, em 2021. A ADUFABC, o Andes-SN e as demais entidades representativas têm se mantido alertas, sempre convocando e mobilizando a nossa comunidade contra os sucessivos ataques à autonomia universitária e às condições do ensino, da pesquisa e da extensão na Universidade. Não fosse essa resistência constante, o quadro de retrocessos, já duramente sentidos, seria ainda mais profundo. A política genocida de resposta à pandemia de Covid-19 por parte do governo federal e a omissão deliberada dos demais poderes provoca uma tragédia sem limites. Nela perdemos pessoas queridas, colegas docentes e trabalhadores/as da UFABC, estudantes e familiares. Nos querem mortos ou calados.

Celebrar 10 anos de ADUFABC e 15 anos de UFABC é, portanto, mais um ato de resistência. Nosso luto tem sido constante; cobra memória e responsabilização pelos crimes da pandemia. Não nos interessa esquecê-los e é assim, em luto e em luta, que celebramos, porque sabemos que os poderosos, os carrascos e os oportunistas que dão suporte a este governo não suportam a nossa crítica, a nossa liberdade e a nossa alegria.

 

*Salomão Ximenes é professor do bacharelado em Políticas Públicas da Universidade Federal do ABC. É presidente da ADUFABC.

 

 

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *